quarta-feira, 19 de novembro de 2014

T.L.C. – Você sabe o que é? Estimulando o Esclarecimento. Parte 3.

Essa é a terceira e última parte desse tema tão interessante que é o T.L.C. Você já começou a praticar por ai? Eu amo esse conceito por que ele é muito simples, prático e aplicável já nos primeiros dias de vida deum bebê.

Ressaltando que essa é uma expressão que tem o objetivo de traduzir os principais elementos da comunicação, ajudando os pais no desenvolvimento da linguagem de seus filhos. A sigla significa T – Talk (Falar), L – Listen (Escutar), C – Clarify (Esclarecer). Clique nos links abaixo e acesse os post anteriores.

· T – Talk (Falar)

· L – Listen (Escutar)

Hoje, vamos falar sobre nosso tema final:

C – Clarify (Esclarecer)

Esse último item significa basicamente ouvir e repetir a palavra correta, sem dizer “não é mama é mamãe”, seu filho diz mama e você repete mamãe. O Objetivo é confirmar e ampliar o que o seu pequerrucho tentou expressar, para que ele compreenda sozinho o certo e o errado.

IMG_5972

O tom correto também deve ser esclarecido, em um momento excitação a criança pode falar alto o até gritar, tente falar em voz baixa ou dizer que agora é hora de falar baixinho, para que ela possa tentar compreender como se comportar.

Fato é que o inicio do aprendizado da fala incide na criação de um vocabulário próprio. A Manu tem 1a 5m e já fala até que bastante, mas do jeito dela, por exemplo, ela chama boneca de “neca”, mamadeira de “mamadela”, chupeta de “petinha”. Eu sempre respondo, “você quer a BO-NE-CA” e nunca, mas nunquinha mesmo incentivo o erro, como repetir “você quer a petinha?”, sempre digo a palavra correta. Por mais fofos que são esses erros, nosso papel é ensinar e direcionar os nossos filhos.

IMG_8137

Outro ponto interessante é expandir a informação, quando seu filho disser “pintinho” você diz “sim, é um pintinho amarelo”, dessa forma ele aprende uma nova palavra e em breve relacionará com a cor.

Entenda também o quanto seu filho consegue escutar, não adianta tentar explicar para um bebê de um ano e pouco algo como “você não deve comer esse chocolate por que tem gordura, que faz mal a saúde...”, será mais fácil se você desviar ele do assunto e chamar sua atenção para outro petisco, sem entrar em uma discussão ou ficar dizendo não.

Lembre-se que cada criança tem um tempo para falar, não é algo que a gente possa forçar, todas as dicas que foram dadas pelo T.L.C. devem fazer parte do seu dia a dia e acontecer de forma orgânica, sem pressão. Não adianta falar excessivamente ou dar longos discursos para tentar explicar algo ao seu filho, ele vai falar quando estiver pronto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário