sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Mamães: cuidados com a cinta no pós-parto!

Sabe aquela dúvida, se a cinta funciona ou não, seu médico diz uma coisa, sua amiga diz outra e sua mãe jura que usou e funcionou. Nós ficamos ali, sem saber se usamos esse "espartilho" no pós-parto ou se deixamos o barrigão solto.

Alguns médicos são taxativos ao dizer que a cinta não ajuda a recuperar mais rápido a barriga, isso é apenas uma daquelas “sabedorias populares” que não têm base nenhuma em afirmações científicas.

Eu usei nos primeiros dias do meu pós-parto por que meu obstetra disse que eu tinha que usar por que minha barriga voltaria ao normal mais rápido. Só que comecei a achar aquilo tão desconfortável que não fazia sentido na minha cabeça aquilo ser bom, daí fui pesquisar na internet.

file_11 (1) Fonte: http://www.breastpumps.com/Belly-Bandit-Bamboo.htm

Descobri um link para um episódio do programa Bem Estar onde o médico afirmava que o uso era completamente desnecessário e até prejudicial na recuperação da barriga. Clique aqui e assista o programa, o trecho que fala sobre cinta no pós-parto começa aos 8 minutos e 53 segundos.

Eu tenho certeza que muitas amigas, mães e tias de vocês usaram e juram de pé juntos que funciona, mas a verdade é que elas recuperaram a forma por questões genéticas ou de exercício, não por conta de um espartilho moderno.

Os ginecologistas concordam que a cinta pode auxiliar a dar uma sensação de segurança no pós-parto da cesárea, pois ao comprimir a região da cicatriz, sentimos menos dores ou incomodo ao nos movimentarmos, nesse sentido a cinta pode ser útil.

Em entrevista para o UOL, Marco Antonio Capel, ginecologista e obstetra da Maternidade Pro Matre, em São Paulo, afirma: "O mito em relação à cinta é que, usando ela, a barriga vai voltar mais rapidamente ao lugar. Ela tem seu tempo para voltar ao normal, o organismo vai se adaptando à ausência da gravidez, e a barriga some",

Para o obstetra Corintio Mariani Neto, da Sogesp (Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo), o uso do acessório pode até atrapalhar esse processo natural. "Ao comprimir os músculos da região abdominal, a cinta impede que eles trabalhem de modo fisiológico para eliminar a flacidez, decorrente da distensão a que foram submetidos durante a gravidez, e assim recuperem o tônus anterior", afirma o obstetra. Para ele, se o objetivo é recuperar a musculatura, é preferível que a mulher faça exercícios abdominais, quando for liberada para atividade física por seu médico.

Se mesmo assim você optar pela cinta, alguns cuidados são importantes:

· Converse antes com o seu médico e veja o que ele indica

· Não use se a região da cesárea estiver com qualquer sinal de inflamação;

· Não vista logo após o parto, pois estamos com gases e ela pode trazer desconforto;

· Não aperte demais a ponto de sentir dor.



Fonte: http://mulher.uol.com.br/gravidez-e-filhos/noticias/redacao/2013/08/05/no-pos-parto-cinta-traz-conforto-mas-nao-poe-a-barriga-no-lugar.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário