quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Dicas de Prevenção e Segurança - Sufocação ou Engasgamento

A Manu é uma bebê que engasga muito e que tem o hábito de colocar tudo na boca, por isso sempre fico muito atenta quando dou um alimento e para não deixar pequenos objetos espalhados, que podem ser engolidos com facilidade.

A sufocação é a primeira causa de morte entre os acidentes de bebês até 1 ano de idade e até os 4 anos, a criança fica muito exposta a este tipo de risco. Como pais, todos nós percebemos que após um ano de vida nossos filhos ficam muito curiosos e começam a explorar tudo, mas temos que ficar muito atentos para garantir a segurança deles.

Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2012, 756 crianças de até 14 anos morreram vítimas de sufocação.

Como proteger a criança de uma sufocação ou engasgamento segundo a ONG Criança Segura:

1aninhoAlice-makingOf-op2-45

• Corte os alimentos em pedaços bem pequenos na hora de alimentar a criança;

• Bebês devem dormir em colchão firme, de barriga para cima, cobertos até a altura do peito com lençol ou manta presos embaixo do colchão e os bracinhos para fora. O colchão deve estar bem preso ao berço (não mais que dois dedos de espaço entre o berço e o colchão) e sem qualquer embalagem plástica. Conheça a campanha da Pastoral da Criança sobre a posição correta do bebê dormir;

• Seja especialmente cauteloso em relação ao berço. Procure berços certificados pelo Inmetro, conforme as normas de segurança da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Fique atento às grades de proteção do berço, que devem estar fixas e não devem ter mais que 6 cm de distância entre elas;

• Remova do berço todos os brinquedos, travesseiros e objetos macios quando o bebê estiver dormindo, para reduzir o risco de asfixia;

• Compre somente brinquedos apropriados para a criança. Verifique as indicações de idade no selo do Inmetro. Tenha certeza de que o piso está livre de objetos pequenos como botões, colar de contas, bolas de gude, moedas, tachinhas. Tire esses e outros pequenos itens do alcance do bebê;

• Considere utilizar um testador para determinar essas partes pequenas de brinquedos que oferecem risco de engasgamento para crianças de até 4 anos: utilize uma embalagem plástica de filme fotográfico como referência, pois ela possui o diâmetro (3 cm) aproximado da garganta da criança e poderá alertar para o risco de forma bastante visual;

• Considere a compra de cortinas ou persianas sem cordas para evitar que crianças menores corram o risco de estrangulamento.

Fonte: ONG Criança Segura

Nenhum comentário:

Postar um comentário