quarta-feira, 18 de maio de 2016

Festa de aniversário de 3 Anos da Manu - imaginação, livros, fantasias, comida saudável e decoração sustentável

Eu confesso que antes da Manu nascer eu achava esse negócio de decoração de festas um gasto de dinheiro, acreditava que era uma indústria que só me fazia jogar minhas economias fora com aquelas coisas que iam todas para o lixo.

Daí vieram os chás de bebê (no plural porque eu fiz dois rsrs), os primeiros aniversários e eu comecei a perceber o quanto a decoração contava uma história. Quando a gente escolhe um determinado tema, estamos traduzindo um momento, o que nossos pequeninos gostam e as fotos vão registrar para sempre essa fase vivida.

Não tem nada mais lindo do que ver os olhinhos deles brilhando com o universo encantado que uma decoração criativa (que não precisar ser cara não) consegue traduzir. Ali você percebe que valeu a pena, muito a pena mesmo.


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente

Esse ano nós optamos por algo diferente, conhecer o conceito de decoração sustentável, que nada mais é que uma festa feita com objetos criativos (até de papel) que poderão ser usados na decoração do quarto dos pequeninos ou onde quisermos depois da festa.

Como eu sou mãe empreendedora, eu procurei outra mãe empreendedora e descobri a Festejo in Box, que trabalha com esse tipo de festa. A queridíssima Soraya fez uma festinha personalizada, com detalhes lindos e delicados, que conseguiram traduzir exatamente quem era a minha pequenina de três anos.


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente

A ideia é que assim, mesmo que você faça a festa com um personagem famoso, ela vai tentar traduzir na decoração o que esse personagem significa para o seu filho, vai além de colocar uma galinha pintadinha em cima da mesa. Sei lá, sua pequena gosta da Branca de Neve, de que forma ela pode trazer (literalmente) sua filha para dentro da história e por ai vai.


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Na caixinha da Festivo vem de tudo, desde a toalha da mesa, o pisca, quadros decorativos, bexigas e muito mais. Eu adicionei algumas coisas a decoração, como as flores e alguns detalhes, mas no geral é tudo da decoração que eu fechei com a empresa.

O Tema da Manu


A minha pequenina vive no mundo da imaginação, ama livros e histórias, vive ela mesma inventando histórias e recriando contos. Daí como ela não tinha um personagem super favorito, eu resolvi falar sobre o mundo da imaginação dos livros.


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente

Como eu vou montar?

Eu sou uma pessoa que como decoradora sou uma ótima cozinheira rsrs... estava apavorada por que achava que era muito difícil montar esse tipo de mesa. A Soraya mais uma vez foi encantadora e mandou um roteiro e fotos da sugestão de como montar a mesa.

E o resultado?



Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente

A Comida

Eu queria algo diferente, que não fosse caro mas que fosse comida para criança, que não envolvesse fritura, excesso de açúcar e essas coisas que todos sabemos que não são nada boas. Foi ai que eu conheci a Cozinha da Flor, um buffet de comidas saudáveis. Você pode optar desde uma cardápio vegetariano até um cardápio com a presença da carne, mas tudo com temperos frescos e sem aditivos químicos.

Os alérgicos também podem ser felizes com a Cozinha da Flor que oferece um cardápio cheio de vida e alimentos possíveis como bolo sem lactose e muito mais.


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente


Detalhes da Festa

Centro de Mesa


Esse fui eu que fiz, comprei em um sebo alguns livros antigos, juntei umas garrafinhas e fiz flores e corações de papel, usando canudo e espeto de churrasco de base. Dica: coloque sal grosso dentro das garrafas para elas não tombarem.


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente

Móbiles Decorativos

Usei uma fita de cetim comum e colei corações em umas e intercalei com outras só de fotos, fica um super efeito e é muito simples de fazer.


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente

Lembrancinha

Como o tema era imaginação e livros, nada melhor que dar asas a imaginação dos pequenos convidados né? Para os bebês eu comprei aqueles livros de banho.


Foto: Josi Guimarães da Na Minha Lente

A Roupa da Manu



O vestido de princesa tinha direito até a manga bufante e ficou super original né? Eu me apaixonei e confesso que foi ela que escolheu. Partido da minha escolha por empresas de mãe, eu conheci a loja de fantasias Caldo de Mãe e é de lá que vem essa fofura. Os acessórios são da fofíssima Maricota.

E no pós-festa?

Como a ideia é ter uma decoração sustentável, nada mais justo que mostrar como usar boa parte dessa decoração depois. Olha só o resultado:



IMPORTANTE: Esse post não é publicidade tá? Resolvi contar para vocês sobre a minha experiência porque eu achei incrível mesmo.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

UM PRESENTE PARA VOCÊ. Quer empreender? Profissionalize a sua empresa e ainda ganhe 25% de desconto em suas compras na Avambu.

Há alguns dias eu contei para vocês sobre a nossa série de post que vamos falar por aqui a respeito de empreendedorismo e maternidade né? Hoje o post é diferente, vou falar sobre esse tema, mas também quero te oferecer um presente.


Tenho desenvolvido um trabalho de consultoria com pequenas empresas ou empreendedoras individuais, como artesãs, decoradoras, cozinheiras... e percebi que a maioria deixa o sucesso do negócio exclusivamente atrelado ao próprio talento.

Cuidado!
Pois as pesquisas mostram que em menos de um ano, 70% das pequenas empresas fecham as portas. O que você precisa saber que mesmo que o seu negócio seja você, na sua casa e sua clientela é por indicação de amigos, sim você é uma empresa.

Agora que tipo de empresa você quer ser? Você quer tirar uma graninha extra ou seu objetivo é crescer e conquistar independência financeira? Se for a segunda opção, então você só tem uma escolha: ESTUDAR.


O PRESENTE. Para você que AMA festas e papelaria e que adoraria ter uma empresa nessa área ou já tem, mas está enfrentando alguns problemas, existe no mercado um curso incrível para o seu negócio descolar de vez o Programa Tuty Para Profissionais.

O que é o curso?

O Programa Tuty para Profissionais é um curso online de empreendedorismo para quem quer trabalhar com as mãos e o coração, produzindo papelaria personalizada para festas e conquistando a vida independente e criativa que você sempre sonhou!



Como o curso funciona?


<3
São 8 módulos de conteúdo pensado especialmente para você que é um criativo apaixonado por papel, disposto a sair da estagnação e dar novo significado ao seu trabalho feito com o coração.
<3 Material de apoio exclusivo, com exercícios práticos, para que você possa treinar os conhecimentos adquiridos.
<3 Bate-papos ao vivo quinzenalmente, para tirar dúvidas sobre o conteúdo e compartilhar conhecimento.
<3 Download de todo o material, inclusive vídeos e áudios, para consultar quando você precisar

Qual o conteúdo do curso?


Módulo #1 - Se conhecendo melhor
Como colocar mais de você no seu negócio de papelaria para se comunicar de forma autêntica.

Módulo #2
- Modelos de Negócio
Conheça diferentes maneiras de atuar neste mercado e se diferenciar no meio da multidão.

Módulo #3
- Ferramentas e equipamentos
Conheça as ferramentas essenciais para um trabalho produtivo e de qualidade.

Módulo #4
- Desvendando a Silhouette
Conheça todos os segredos da máquina de corte mais usada no mercado de papelaria.

Módulo #5
- Preço e valor
Conheça as finanças do seu micro pequeno negócio e aprenda a precificar todos os seus. produtos e serviços.

Módulo #6
- Gestão e Produtividade
Técnicas para você melhorar as vendas, otimizar o tempo e planejar suas atividades.

Módulo #7
- Marketing Criativo
Vencendo o medo de vender e se comunicando com o cliente de forma criativa.

Módulo #8 - Papo sério
Formalização, direitos autorais, contratos e todos aqueles assuntos que os criativos sempre fogem.

Legal né? E ainda tem um monte de aula bônus, olha só:

• PERSONALIZE SUA LOJA VIRTUAL
• FOTOGRAFIA CRIATIVA PARA A WEB
• GERENCIE SUAS REDES SOCIAIS
• CRIANDO PDF COM O INDESIGN
• MINHAS FERRAMENTAS DIGITAIS
• CANVAS - MODELO DE NEGÓCIO

ONDE ME INSCREVO?

No site: www.tutyparaprofissionais.com.br.

Importante: lá têm vídeos da série, explicando todos os módulos, valores e bônus oferecidos pela Tuty, e também o link para se inscreverem.

UM PRESENTE DO PAPO PARA VOCÊ - 5% DE DESCONTO COM O CÓDIGO PAPOFESTAS.


Dica: para conseguir o seu desconto é preciso digitar o seu código exclusivo (que é o PAPOFESTAS) no carrinho, e então finalizar o pedido normalmente.

O Preço

O valor cheio do Programa é de R$ 890. Com o seu desconto de 5% você vai pagar R$ 845,50. Esse valor pode ser dividido em até 10 vezes SEM JUROS no cartão de crédito, usando Paypal ou Pagseguro. Você também pode escolher por pagar à vista, com depósito em conta, com mais 5% de desconto, ficando em R$ 803,23.

Tem mais presentes!!! Oba!!!

A Avambu vai oferecer um SUPER CUPOM DE DESCONTO DE 25% EM COMPRAS, muito legal né? São roupinhas incríveis e descoladas para bebês e crianças de 0 a 6 anos.

Importante: Para receber o seu cupom você só precisa encaminhar para o e-mail andressa@avambu.com.br o comprovante de pagamento do seu curso.

Até quando vão as inscrições?
As inscrições estarão abertas até 30 de maio e as aulas se iniciam no dia 06 de junho.

Não perca essa chance!!!

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Olha o frio! Olha a gripe e o resfriado! Como prevenir as doenças respiratórias de inverno nos pequeninos?

Sabe aquela criança que vive com o nariz entupido e no antibiótico? Essa era a Manu, minha caixa de remédios era maior que a minha despensa de comida, juro mesmo.


Fonte: Arquivo Pessoal.

Foi assim por dois anos, muitos antibióticos e algumas pneumonias até que conheci uma fisioterapeuta respiratória que mudou a minha vida. Ela me falou sem rodeios - “PREVENIR, esse é o único jeito de fazer sua filha parar de tomar tanto remédio”. Aham, até parece que é fácil né? O pior é que é, o negócio é que eu não sabia muito bem o que significava prevenir.

Além dos cuidados com a limpeza da mão, evitar lugares muitos fechados e se agasalhar, LAVAR O NARIZ diariamente e desobstruir as congestões nasais com aspiradores são essenciais para evitar o contágio ou que resfriados leves se tornem gripes sérias.

Para falar sobre isso com mais propriedade, fui bater um papo com dois especialistas, Rodrigo Eiiji Kato, especialista em fisioterapia cardiorrespiratória pelo Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e André Luis Moreira Sales, especialista em fisioterapia em UTI pela mesma faculdade.

A) Quais são os problemas respiratórios mais comuns no inverno?

Os problemas mais comuns são as infecções respiratórias. Entre as principais estão a gripe e o resfriado, que costumam ser confundidas. A gripe é causada somente pelo vírus influenza, enquanto os resfriados, por muitos outros, como o rinovírus.

A gripe é mais grave. Além da febre alta, há sintomas como coriza, mal-estar e dor no corpo. Lembrando que ela é altamente contagiosa e pode ser transmitida pela tosse, fala ou espirro.

No outono e inverno são muito comuns as infecções pelo vírus sincicial respiratório (VSR), causando epidemias nessa época do ano. O micro-organismo normalmente desenvolve um quadro de resfriado que inflama os bronquíolos e pode causar problemas graves em prematuros que nasceram com até sete meses de gestação e crianças menores de dois anos de idade que já possuem problemas cardíacos e/ou pulmonares.

A melhor maneira de se proteger da gripe é a vacinação que é anual, evitar aglomerações e lugares pouco arejados, além de lavar o nariz e limpar as obstruções nasais.

B) Alguma dica de ouro para evitar os contágios?

A limpeza nasal é pouco lembrada, mas é de extrema importância na prevenção e tratamento das diversas patologias nasais, como rinite, sinusite e resfriados.


Para remover as secreções de crianças menores e lactentes (que não sabem assuar o nariz), deve-se colocar instilar de 2ml a 5ml de solução fisiológica 0,9% em cada narina através de um seringa de 5 ou 10ml (depende do tamanho das narinas) e, com cuidado, usar uma haste de algodão para remover as secreções mais externas; nunca introduzir profundamente a haste.


Para crianças maiores, aquelas que já sabem assoar o nariz e compreendem bem as orientações/explicações dos pais como “assoe o nariz” ou “puxa pelo nariz as gotinhas de soro que a mamãe vai pingar”, podemos pedir para a mesma assoar levemente o nariz, após a lavagem com o soro (use seringa ou conta-gotas, na seringa de 20ml com solução fisiológica 0.9%, pelo menos 2x em cada narina no mínimo 3x/dia.

Em caso de obstrução nasal não se deve assuar o nariz com força, nesse caso, fluidificar bastante o muco instilando solução fisiológica 0.9% pelo menos 2x em cada narina no mínimo 3x/dia até perceber sinais de desobstrução.

Lavando o nariz das crianças:

Primeiramente, sempre explicar para a criança a importância da limpeza nasal, e como ela será feita e ser sincero, pode incomodar um pouco, mas o alivio é imediato. Aqueça o soro fisiológico até a temperatura corporal. Se for usar conta-gotas ou seringa deve-se inclinar a cabeça da criança para trás e injetar a dosagem prescrita do soro de uma só vez, para promover a limpeza. Não colocar o conta-gotas ou seringa novamente no frasco de soro (utilizar um copo). Pode-se repetir o procedimento até que a limpeza esteja completa.


C) Como funcionam os aspiradores nasais?



De forma efetiva, o aspirador nasal remove suavemente o excesso de secreção (muco) do nariz dos bebês. Uma vez que for identificada a obstrução nasal por excesso de secreção, o aspirador pode ser utilizado seguramente logo nas primeiras semanas de vida.
A utilização do aspirador nasal não vicia e de forma alguma fará com que a criança no futuro, não aprenda a assoar o nariz. O aparelho foi desenvolvido justamente para as crianças que ainda não sabem ou não aprenderam a assoar o nariz. Quando souberem, a utilização do aspirador nasal não é mais indicada.

A limpeza do aspirador é muito importante. Desconecte e lave todas as peças com sabão neutro e água quente. O filtro higiênico deverá ser descartado a cada uso. A importância do filtro é servir como barreira de contágio de quem está aspirando. Armazene o equipamento seco e em um local com temperatura ambiente. Certifique-se que todas as peças estejam secas para a próxima utilização.

Fonte:
Rodrigo Eiiji Kato - CREFITO 3 - 90078-F
Especialização em fisioterapia cardiorrespiratória pelo Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
André Luis Moreira Sales - CREFITO 3 - 100241-F

Especialização em fisioterapia em UTI pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Não quero voltar para o mercado de trabalho e deixar de ver meus filhos crescerem. O que eu faço?

Se há uma dúvida agoniante que atravessa gerações de mulheres é a escolha entre carreira ou acompanhar de perto o crescimento dos filhos. Não, eu não estou dizendo que você precisa escolher e que é certo ficar em casa ou qualquer coisa do tipo, mas a maioria de nós repensa a vida que leva quando a maternidade chega.


A maior parte das empresas não está preparada para as demandas de flexibilidade que uma família precisa, por isso só o que observam são nossas faltas, atrasos, cobranças e tudo isso muitas vezes termina na nossa demissão pós-parto.

Nesse momento, o empreendedorismo surge como uma opção importante para que nós não tenhamos que abandonar nossos sonhos por completo, oferecendo mais espaço para gestão e controle do nosso tempo.

Parece lindo né? Calma, ser empreendedor é bem difícil também, não é nenhum mar de rosas e muitas vezes levamos meses e até anos para começarmos a lucrar, ou seja, ter um salário. Por isso, para escolher ter um negócio próprio você precisa amar o que você vai fazer e abrir mão de muita coisa por esse projeto. Será que você está preparada?


Para nos ajudar a responder essa pergunta, começa hoje uma série de entrevistas com mães empreendedoras que vão nos contar sua experiência sem floreios, a verdade sobre ser mãe e ter um negócio.

Thiara Ney – Proprietária da Tuty


A nossa entrevistada de hoje é a pessoa que me encorajou a ser empreendedora, que me mostrou que eu podia muito mais do que eu achava que conseguiria. Ela é gente como a gente, com uma diferença, ela arrisca tudo por seus sonhos mesmo com medo. Ela tem 32 anos, é jornalista e mãe da Alice, uma fofurinha de três anos. Ela é proprietária da Tuty uma empresa de multi-entregas, atua com design de qualidade para festas, comunicação visual para empresas e formação de empreendedoras que buscam abrir um negócio no segmento de papelaria para festas. A Thiara já era empresária antes de sua filha nascer, por isso ela vai contar para a gente como foi lidar com a maternidade já sendo uma empreendedora.


1) Como você se tornou empreendedora?

Acho que eu sempre fui. Desde a infância sempre me vi rodeada de atividades empreendedoras, como vender quadrinhos de bordados, chinelos decorados com miçangas e caixas de papel cartão. Durante a faculdade, paguei algumas mensalidades vendendo cachecóis de linha para as amigas. Mesmo com uma carreira em ascenção, o empreendedorismo não saiu de mim, e ainda empregada comecei a costurar e fiz um site para vender minhas bolsas. Dali para me tornar completamente insatisfeita com meu trabalho pricipal foi um pulo, afinal eu tinha descoberto que existia outra forma de viver, e ficar fechada 10 horas ou mais por dia em um escritório se tornou um castigo.

2) Como foi lidar com a gestação sendo dona do próprio negócio?
Difícil. Quando descobri que estava grávida eu tinha ganhado uma consultoria em gestão, e estava no meio do processo. Tive que ouvir do consultor que aquele era o pior momento para engravidar. Mas será que algum momento seria bom para os negócios? Eu decidi que a empresa nunca estaria acima da minha vida. Ela seria parte da minha vida, e teria que andar lado a lado com todos os meus sonhos.
Tive que deixar de ir a pé para o escritório, porque era longe e eu não aguentava mais tanto exercício, tive que mudar a rotina de alimentação, e adaptar muitas outras coisas. Mas onde o bicho pegou mesmo foi quando a funcionária que iria substituir minhas atividades principais pediu demissão 15 dias antes de minha filha nascer. Foi um balde de água fria, aquela certeza de que eu realmente não poderia contar com ninguém e que teria que me virar, e que seria sempre assim. Foi difícil, mas cresci muito nas dificuldades. Antagonicamente, a empresa vivia sua melhor fase financeira.

3) Como foi equilibrar os primeiros meses de vida da sua filha, amamentação e a gestão da sua empresa?
Quando eu conto parece loucura, mas para mim funcionava bem. A Alice mamou no peito até 11 meses, até os 6 foi exclusivo, então eu vivia com ela pendurada em mim. Quando ela tinha 2 meses, consegui mudar o escritório para o prédio que eu morava, e tudo ficou bem mais fácil. Equipei minha sala com berço, trocador, cadeirinha de balanço e trabalhava com ela lá. Tinha mais 4 pessoas na equipe, mas muitas atividades eram feitas somente por mim, não pude me dar ao luxo de me ausentar por 4 meses (nem por 4 dias!). Às vezes ela se incomodava com o barulho do teclado do computador, então eu largava tudo, descia para o meu apartamento e relaxava. A noite, quando meu marido ou minha mãe chegavam, eu dava um jeito de terminar o que havia ficado pendente.

4) O que a maternidade trouxe de bom e o que ficou mais difícil como empresária?
A maternidade aumentou muito meu poder de negociação. É tanto treino, que me sinto perita em negociar. Também aumentou muito minha empatia, afinal, ser mãe realmente muda nossas bases, não é? E a minha maior dificuldade continua sendo o tempo. Eu gosto de trabalhar, gosto mesmo, e muitas vezes estou brincando de montar blocos e pensando no logo de uma cliente. Nos finais de semana, torço pela hora do cochilo, para correr para o computador. Eu queria conseguir ser duas, e me dedicar integralmente às duas atividades. Mas como não dá, a gente vai dividindo do jeito que consegue.

5) Quais as dicas que você daria para quem tem o próprio negócio ou é autônomo e está grávida ou com um bebê pequeno?

Vai dar tudo certo. Tá tudo bem.
Sério, esse é meu melhor conselho. A gente tende a querer ser bom em tudo, falo disso com propriedade, e muitas vezes acabamos entrando em parafuso por tanta cobrança. E nem é cobrança externa, é interna mesmo. Respeite-se. Respeite seus limites, não se prive do sono, nem dos pequenos momentos em família. Aproveite a flexibilidade para estar presente. Tente, na medida do possível, envolver seu filho nas atividades. Faça do seu trabalho um momento de prazer, que seja tão divertido que fique praticamente impossível separar o que é lazer e o que não é.

6) Quais são os seus projetos atuais?
Meu principal projeto para 2016 é lançar a primeira turma do Programa Tuty para Profissionais, um curso totalmente online para quem quer empreender no ramo de papelaria e não sabe por onde começar. As inscrições abrem em maio, no endereço www.tuty.com.br/curso

segunda-feira, 28 de março de 2016

H1N1 – Como prevenir?

Você já deve ter ouvido falar sobre o novo surto de gripe fora de época que está acontecendo aqui no estado de São Paulo. São 38 mortes de janeiro a hoje, mais que o total do ano passado inteiro.


Fonte: Arquivo pessoal. Manu tomando sua primeira vacina da gripe.

A Vacina é uma das principais formas de prevenção, pois diminui a chance da evolução do vírus para uma pneumonia por exemplo. Lembrando que a imunização é gratuita para os grupos de maior risco como crianças de 6 meses a 5 anos, grávidas, idosos com mais de 60 anos e pessoas com doenças crônicas como bronquite.

Sintomas da H1N

- Dores no corpo
- Febre alta
- Tosse
- Dor de Garganta
- Coriza ou nariz entupido
- Vomito e diarreia

Como Prevenir?

1) Lavar bem as mãos. Esquece a história da vitamina S (sujeira) fazer bem para a imunidade, o momento é de prevenção e lavar as mãos sempre que possível.
2) Na hora de tossir, não usar a mão, o melhor é usar um lencinho de papel ou o antebraço.
3) Não ficar com a mão na boca, no nariz ou nos olhos.
4) Evitar a casa fechada, principalmente quando alguém da família ficar doente.
5) Vacina.

Enfim, não se sabe ao certo porque a H1N1 veio mais cedo e tão mais forte esse ano, mas sabemos que as crianças são as principais transmissoras de vírus, por isso temos que acelerar os nossos cuidados para zelar pelo bem-estar dos pequeninos.

Fonte: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2016/03/especialistas-alertam-para-sintomas-e-como-se-prevenir-do-virus-h1h1.html